Acerca de mim

campo maior, alentejo, Portugal
sou viúvo,tenho 4 filhos e 7 netos,nasci povo e sou povo Amo a vida,a verdade,as pessõas,a justiça,a liberdade, amo os meus e os outros. Odeio,a fome,a mentira,a exploração,a ignorância,a estupidez,a maldade, a mendicidade,a prostituição, as ditaduras, e os ditadores, a guerra.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

FAZEM TUDO PARA QUE A SAÚDE NÃO VÁ AO MÉDICO.

Este ano tem sido um mau ano para todos os que vivem do seu trabalho,ou que recebem por direito próprio as suas modestas reformas,no que toca à saúde no nosso concelho, é na verdade um ataque sem precedentes e  contrariamente ao que se sabe e se passa noutros concelhos, estamos quietos e calados não fazemos ondas e aceitamos como natural estes malefícios que nos estão fazendo,o que constatação com outros concelhos,que povo e autarquias unido, lutam de todas as formas e com todas as forças,contra o serviço nacional de saúde,conquista de Abril,que o PS/PSD e CDS+ a troika querem destruir. Que grande diferencia existe entre nós concelho e o concelho de Avis, podemos dizer que o concelho de Avis neste campo,é uma lição que  devia servi-nos a todos como um exemplo a seguir.
FAZEM TUDO PARA QUE A SAÚDE NÃO VÁ AO MÉDICO,se não vejamos.
Tiraram-nos o transportes e ficámos calados,reduziram-nos mais uma vês o horário de atendimento no Centro de Saúde,encerraram a extensão de Ouguela e agora e através do Ministro da saúde no programa da TV.Prós e Contras que mais uma vez que nos vão aumentar as taxas moderadoras em mais de 100% se já eram injustas de agora em diante o acesso à saúde em muitos casos está como se costuma dizer quem quer saúde vai ter que a pagar.
É sempre bom e oportuno lembrar o que diz a Constituição da República Portuguesa,no seu artigo 64º,diz no seu primeiro ponto
«Todos têm direito à protecção da saúde e o dever de a defender e promover»

domingo, 30 de outubro de 2011

O MAL É DOS FUNCIONÁRIO PÚBLICOS?!

Todos os dias nos chegam noticias,sobre o Orçamento de Estado,noticias que não nos podem deixar nada satisfeitos para todos os trabalhadores no activo,para os que hoje estão reformados e muito menos aqueles que estão no desemprego.
Os «Péssimos Funcionários Públicos» que ao longo dos anos têm vindo a ser considerados como uns malandros,uns sortudos que recebem muito e trabalham pouco e que a maioria dos males dos governantes e do País« eles funcionários públicos» são os grandes culpados,é necessário que todos os não funcionários públicos saibam,que a subida do IVA,os cortes dos subsídios de natal e férias,para o próximo ano,que o aumento de mais 1/2 hora no horário de trabalho,que o congelamento de salários e pensões,os cortes na saúde e no ensino,são culpa dos« Funcionários Públicos» porque nem podem ser despedidos uma vês que o seu emprego para alem de ser muito bem pago é emprego para toda a vida.
É necessário privatizar o que ainda falta entregar,EDP,TAP,Transportes,TV,Águas etc,etc,se essa medidas não forem suficientes o secretario da Administração Pública,Hélder Rosalino admite despedimentos na Função Pública.
Eu estou com os Funcionários públicos o que é confuso, incompreensível,é que ainda existam alguns  que não vejam o que lhes querem fazer,os Funcionários  Públicos não os culpados da situação que hoje vivemos a culpa é das decisões politicas de quem nos tem governado durante os últimos trinta anos.
                                       Existe outra solução e está ao nosso alcance,vamos lutar por ela!

quarta-feira, 20 de julho de 2011

É UMA MENTIRA!

Ultimamente os actuais governantes,os comentadores de serviço,usam o argumento que nós os Portugueses gastava-mos acima das nossas possibilidades,eu, e facilmente que muitos de vós,não recebe acima do salário mínimo,ou que as suas reformas e pensões ainda estão abaixo desse valor,não entendem este bizarro e injusto argumento.É UMA MENTIRA!
Outro argumento que é uma verdadeira aberração é que cerca de 80% dos portugueses que trabalham ou recebem pensões ou reformas,não vão ter cortes nos misérios valores que recebem ao fim do mês e quem diz isto, sabe que era e é um crime cortar a quem já hoje não lhes chega para comer.
Eu gostava de saber se esses brilhantes,políticos ou os opinadores, defensores desta péssima politica,politica que nos conduziu a situação a que nos encontramos se eram capazes de se governar com o salário de 485€,é preciso não haver um mínimo de vergonha para dizer isto.
E DIZEM ELES QUE GASTAMOS ACIMA DA RIQUEZA PRODUZIDA. SE,SE GASTA ACIMA DA RIQUEZA PRODUZIDA NÃO SOMOS NÓS COM TODA A CERTEZA!

domingo, 27 de março de 2011

EXISTE OUTRA ALTERNATIVA.

Estou a ouvir um comentador do regime, que é considerado por muito boa gente como um homem cujo comentários, são considerados imparciais,sábios e sempre actuais,já todos sabem de quem falo,refiro-me ao prf. Marcelo.
Eu que até o oiço, com imenso prazer,mas no meu fraco e modesto conhecimento,acho que têm pouco de sábio,nada de imparcial e de actuais nada, é sempre no fundo a defesa desta péssima politica que tem contribuído para que aumentem as desigualdades,o desemprego,e as gritantes injustiças existentes na,nossa sociedade e com os seus comentários,com a politica do seu partido,quando foi governo, que não se diferencia no essencial das do PS com as propostas já conhecidas para a saída da crise, a concretizarem- se não vêem trazer nada de bom, para a maioria do nosso povo.
Mas na verdade é que existe outra alternativa e o senhor prf. e comentador politico sabe que é possível e também patriótica outra politica,assim os trabalhadores,os democratas,homens e mulheres o queiram,é possível e necessária, mesmo quando não se tenham os órgãos de comunicação,nem os comentadores do seu lado é possível e muitos de nós tudo vamos fazer para que esta enorme vontade se torne realidade,queremos outro rumo para este País que também é nosso e aquilo que é nosso não o damos de mão beijada,queremos e temos o direito de lutar, por aquilo que achamos o mais justo,necessário para ,bem da maioria do nosso Povo e do País a que pertencemos e que queremos continuar a pertencer.
COMO PAÍS LIVRE E DEMOCRÁTICO QUEREMOS VIVER!

sábado, 8 de janeiro de 2011

Uma sessão, que é ao mesmo uma lição politica e democrática

Hoje estive numa iniciativa de campanha de Francisco Lopes.
O principal orador foi Vasco Cardoso,membro da comissão politica do PCP e foi lindo,esclarecedor,verdadeiro e ao mesmo tempo um hino á liberdade(não o digo por eu ser do PCP) digo porque é de toda a justiça dizê-lo.
Foi uma sessão que apontou outro rumo para o País,disse e bem quem são os culpados da actual situação em que muitos milhares de portugueses vivem,disse que para sair da crise é preciso produzir mais,aproveitar melhor os nossos recursos,na agricultura,nas pescas,na industria e nos homens e mulheres que através do saber e do trabalho transformam e produzem bens para toda a sociedade.
Denunciou o desemprego,as baixas reformas,os cortes na saúde,no ensino,os cortes nos salários e nos subsídios dos abonos de família, no roubo do salário mínimo,no aumento do IVA,dos impostos no aumento do custo de vida.
Falou também dos imensos lucros da banca e dos grandes capitalistas e do poder do grande capital em relação ao poder das decisões dos que foram eleitos através do voto.
Mas também disse que quem vai decidir o futuro Presidente da Republica é o voto dos eleitores no dia 23,não são os comentadores das TV,das Rádios,ou dos Jornais,porque esses,também têm partido e apoiam os candidatos que através das suas decisões politicas nos levaram para esta péssima situação em que, o nosso País se encontra.
Como também disse que não devíamos ser seres passivos, devíamos participar na mudança e na alternativa que é necessária e possível para bem dos portugueses e do País.